Museu de Ciência e Tecnologia pode apoiar a economia criativa em Alagoas

O secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação de Alagoas, Pablo Viana, apresentou nesta quarta-feira, 01, o projeto do Museu de Ciência e Tecnologia para o professor do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Elder Maia, doutor e pós doutor em Sociologia, estudioso e especialista no tema economia criativa*.

Cristina Sampaio / Ascom Secti

Foto: Thales Henrique; Ascom Secti

Foto: Thales Henrique/ Ascom Secti

A reunião ocorreu na sede da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) com a participação do diretor científico da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal), João Vicente de Lima.

O Museu, o qual será construído em Jaraguá, está em fase de elaboração do projeto e integrará o Parque Tecnológico de Alagoas.

O encontro ocorreu para que o professor Elder Maia tomasse conhecimento do projeto que cria o Museu de Ciência e Tecnologia e contribuísse no sentido de incluir neste novo equipamento cultural projetos relacionados à economia criativa.

Segundo o secretário Pablo Viana, “o Museu de Ciência e Tecnologia funcionará como uma âncora ao Parque Tecnológico, aproximando setores da nossa sociedade. A economia criativa é mais um instrumento de inclusão e estímulo à inovação e ao empreendedorismo”.

O projeto do Museu, de acordo com o secretário, está sendo construído de forma articulada, envolvendo o Polo de Tecnologia da Informação e Comunicação ao setor produtivo de TI e governo. Além de articular e agregar a indústria, universidade e sociedade civil, agora pode acrescentar também um formato de incubadora para apoiar o empreendedorismo cultural por meio da tecnologia da informação.

O professor Elder Maia explica que o número de museus no mundo tem crescido a cada ano porque representa uma rica fonte de geração de riquezas por meio do turismo cultural.

Ele acredita que o Museu de Ciência e Tecnologia de Alagoas vai representar um marco para o Estado, como uma inovação tecnológica e cultural, ao mesmo tempo em que será um desafio no sentido de estimular os diversos setores da sociedade em participar desse projeto e de vivenciá-lo.

“Um dos maiores desafios será criar a cultura no Estado de se visitar e frequentar museus. Um processo educativo. Vivemos, em todo o mundo, uma demanda por conteúdos. O Museu de Ciência e Tecnologia pode também gerar conteúdos com projetos de produção de áudios e vídeos, com uma incubadora de projetos criativos, por exemplo”.

*Economia Criativa é o conjunto de negócios baseados no capital intelectual e cultural e na criatividade, intensivos em conhecimento, o que geram valor econômico.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *