Secretário apresenta critérios para utilização de Polo Agroalimentar

Discussão acerca dos Pólos Agroalimentares reúne secretários estaduais

Discussão acerca dos Pólos Agroalimentares reúne secretários estaduais

O secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação de Alagoas, Pablo Viana, esteve, nesta segunda-feira (20), em Arapiraca, na sede do Planetário Municipal, para participar de uma coletiva com a imprensa da região Agreste. Junto ao secretário adjunto da pasta, André Gusmão, Viana falou sobre os critérios e prazos para que instituições de ensino e pesquisa, empresas públicas e privadas, associações e cooperativas elaborem propostas de projetos para utilização dos espaços do Polo Agroalimentar de Arapiraca, que integra o Parque Tecnológico de Alagoas, assim como o Polo de Batalha e o de Tecnologia da Informação, em Jaraguá.

De acordo com o secretário, o laboratório para pesquisa de análise de solo e a mini usina de produção de álcool da mandioca devem ser os primeiros equipamentos do Polo a entrar em funcionamento. “O Governo do Estado está aportando cerca de R$ 40 mil por mês para a segurança, a manutenção e internet no Polo, o necessário para garantir a infraestrutura e receber pesquisadores, associações, cooperativas e instituições de ensino e pesquisa que tenham projetos que possam contribuir com o desenvolvimento e melhorias na qualidade do que é produzido na região de Arapiraca, especialmente a mandiocultura e a hortifruticultura, bem como incentivar a pesquisa e inovação para novos produtos”, explicou Viana.

A CooperAgro é uma das cooperativas que já demonstrou ter projeto para a produção de álcool neutro da mandioca, para fins farmacêuticos, na mini usina que está equipada no Polo Agroalimentar de Arapiraca, disse o secretário, ressaltando que os demais interessados devem preencher uma proposta de projeto, cujo modelo pode ser acesssado no site da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (www.cienciaetecnologia.al.gov.br), na aba ao lado esquerdo da tela, onde está escrito Arquivo. A proposta deve ser entregue na sede da secretaria, na rua Sá e Albuquerque, 384 – Jaraguá, em Maceió, até o dia 7 de agosto. Para esclarecer quaisquer dúvidas, a secretaria colocou um email à disposição (secti@secti.al.gov.br) ou pelo telefone (82) 3315-1577, departamento jurídico.

“As propostas serão analisadas por uma equipe de técnicos da pasta de Ciência e Tecnologia tendo como objetivo priorizar ações que tragam benefícios à sociedade por meio da pesquisa e inovação destinada aos Arranjos Produtivos Locais (APLs) do Agreste alagoano”, explicou Viana durante a coletiva.

Visita

Após a coletiva, o secretário Pablo Viana acompanhou o secretário de Agricultura do município de Arapiraca, Rui Palmeira, pesquisadores da Ufal e jornalistas para conhecerem de perto os equipamentos e laboratórios já prontos para serem utilizados.

Eles visitaram o laboratório de análise de solo e a mini usina, ambos os equipamentos devem ser os primeiros a entrar em funcionamento.

Segundo Rui Palmeira, a Prefeitura de Arapiraca reconhece a importância do Polo Agroalimentar como um equipamento fundamental para o desenvolvimento da agricultura e economia da região Agreste, razão pela qual participou desde a concepção do projeto, cedendo o terreno no qual a sede do Polo foi erguida. Recentemente, assumiu a segurança do local, numa parceria com o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação. “Estamos prontos para ajudar no que for preciso, pois queremos ver esse local em pleno funcionamento”, disse.

Cristina Sampaio (Ascom Secti)

Recomendados para você...

1 resposta

  1. Ana Paula disse:

    Estou torcendo e, ao mesmo tempo, ansiosa para presenciar os Polos em pleno funcionamento. Parabéns!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *