Fapeal lança programa para pesquisa em Políticas Públicas

Secretarias serão beneficiadas com o PDPP

 

 Fábio Guedes, diretor presidente da FAPEAL e Secretário Christian Teixeira

Fábio Guedes, diretor presidente da FAPEAL e Secretário Christian Teixeira

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) lança, nesta sexta-feira (21), o seu Programa de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento das Políticas Públicas em Áreas Estratégicas do Estado de Alagoas (PDPP). Ele foi estruturado para ser um instrumento de pesquisa a serviço do Governo de Alagoas, voltado para temas estratégicos a serem pautados pelas próprias secretarias e outros órgãos do poder Executivo estadual, de acordo com as necessidades de suas diretrizes.

Uma das primeiras parcerias a serem firmadas através de termo de cooperação com a fundação será com a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag). O formato de gestão interinstitucional definido para o programa foi pensado como uma resposta estruturante às dificuldades típicas no cotidiano de órgãos do setor público, cujas rotinas dificultam a coleta e o processamento de informações em uma perspectiva ampla e contextualizada, inclusive pela carência de recursos humanos com o perfil adequado a estas atividades dentro da administração pública.

Por isso, através da expertise desenvolvida nas universidades, o programa vai possibilitar, para os órgãos interessados, a estruturação de grupos de inteligência, coordenados por doutores ou mestres, com capacidade técnico-científica de realizar pesquisas que serão úteis para pensar o Estado, inclusive a médio e longo prazo, gerando conhecimento útil para a gestão de Alagoas.

Estes grupos deverão ser compostos por coordenadores acadêmicos pós-graduados, pesquisadores especialistas, graduados ou graduandos, consultores com notório saber e apoio técnico.

O diretor-presidente da Fapeal, Fábio Guedes, explica que a importância de levar pesquisadores a trabalharem junto ao Estado, aproximando a academia do setor público, é abrir a possibilidade, para os jovens pesquisadores que saem das universidades de Alagoas, de trabalharem junto ao Estado.

“Assim, eles podem contribuir com seu conhecimento – com aquilo que aprenderam e desenvolveram em termos de pesquisa, nos bancos escolares – com o setor público, no sentido de novas políticas e também de projetos que possam angariar recursos federais e possam contribuir para financiar as políticas públicas do Estado”, avalia o gestor.

Recursos

As bolsas serão concedidas através de acordos de cooperação entre as secretarias interessadas e a Fapeal, a partir de projetos voltados para a estruturação e execução das políticas públicas prioritárias ao desenvolvimento do Estado de Alagoas.

Inseridos nos órgãos públicos, eles devem funcionar como instrumentos de pesquisa institucional capazes de formular diagnósticos, estudos técnicos e relatórios, com o fim de modernizar os programas do governo e suas práticas, através de subsídios, informações objetivas e novas tecnologias de gestão.

As pesquisas deverão prever acompanhamento, monitoramento e avaliação das políticas públicas voltadas para o desenvolvimento socioeconômico alagoano.

E para que não se perca de vista também o mérito científico das ações e a relação de troca de conhecimentos com o setor acadêmico, o programa  prevê a realização de oficinas técnicas, seminários de apresentação de resultados e publicações, no âmbito de cada cooperação.

As propostas apresentadas à Fapeal, além de justificativa técnico-científica, serão julgadas pelo seu potencial de inovação, originalidade, definição clara dos objetivos e clareza dos resultados esperados.

A Fundação também vai avaliar tecnicamente a qualificação dos coordenadores dos projetos em relação às atividades previstas para a execução, quanto à qualidade e regularidade de sua produção científica e tecnológica, através de publicação em veículos qualificados e da dimensão de sua contribuição para formação de recursos humanos nos últimos cinco anos.

Por fim, a adequação do método do projeto aos objetivos propostos e sua aplicabilidade e relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico, ambiental, social e administração pública do Estado de Alagoas serão pontos essenciais dos acordos de cooperação e projetos de pesquisa.

 O evento vai contar com a presença do governador Renan Filho, do Secretário da Gestão Pública, Christian Teixeira, do Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Pablo Viana, e será encerrado com palestra de Vinícius Lage, ex-ministro do Turismo.

SERVIÇO:

Data: 21 de agosto de 2015

Horário: 08h30

Local: Hotel Ritz Lagoa da Anata – bairro de Cruz das Almas

Mais informações: 3315-1502 (Ascom Seplag) e 3315-2256 (Ascom Fapeal)

You may also like...

1 resposta

  1. ERP pra voce disse:

    Boa noite,

    Excelente artigo. Deixo aqui minha satisfação em poder ter acesso a um conteúdo de extrema relevância dentro de um nicho tão pouco explorado na internet. Nota dez mesmo.

    Abração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *