Alunos de escola modelo visitam exposição da Fapeal

Evento já passa das 1360 visitas, em shopping no bairro de Cruz das Almas

IMG_3374 (1024x683)

Turma de Ensino Médio da Escola Marcos Antônio

Turmas de Ensino Médio da Escola Marcos Antônio da Silva, primeira unidade escolar de tempo integral e modelo para rede do Estado, localizada no bairro do Benedito Bentes, visitaram na tarde desta sexta (02), a exposição de 25 danos da Fapeal, a exemplo de três outras escolas da rede pública do Estado.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas já havia sido apresentada aos alunos da Marcos Antônio, através da distribuição de 250 exemplares da Fapeal em Revista, para os discentes dos ensinos Médio e Técnico, professores e biblioteca, em setembro deste ano.

A experiência da exposição, com a projeção de vídeo e a sala em em comemoração ao Ano Internacional da Luz, intensificou o interesse dos alunos:  “Foi uma experiência única, ter acesso a todo esse conhecimento”, comentou Davi Gabriel, do 2º ano b. “Inovador”, resumiu Eugênio Siqueira, da mesma turma.

Estas ações da Fapeal seguem política do Governo de Alagoas, no sentido de influenciar a educação como um todo, através do incentivo à Ciência, Tecnologia e Inovação. Alunos do Ensino Médio da rede pública estadual são beneficiados pela Fapeal desde 1994 com o programa de Iniciação Científica Júnior (PIBIC Jr), que busca despertar vocações científicas ao promover uma introdução dos jovens ao mundo da pesquisa, através de sua participação em projetos com orientação de mestres e doutores nos campi universitários e do Ifal.

A impressão dos professores presentes corroborou esta intenção. Para a diretora adjunta Rozangela Rodrigues, a exposição foi importante para os alunos perceberem que “eles também podem contribuir, se tornarem pesquisadores. Se algum deles tiver um pensamento voltado para a pesquisa, agora já sabem que existe o apoio da Fapeal”.

José Flávio Martins, docente de Filosofia, ressaltou que, durante a visita, os alunos viram que o estado tem uma instituição que produz pesquisa e que isso é algo com aplicações práticas para o desenvolvimento de Alagoas.

“Eles tiveram uma boa impressão de que esta instituição trabalha, sobretudo, com tecnologia e viram que é possível, também para nós, professores, estudantes e cidadãos alagoanos como um todo, ter acesso a esse produto final”, comentou.

IMG_3364 (1024x681)

Projeção de vídeo durante exposição.

 

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *