Ciclo de palestras comemorativas: 1ª etapa alcançou mais de 260 acadêmicos

Ufal e Cesmac foram beneficiados; próxima edição será no Centro Universitário Tiradentes, na terça (13)

Renato Dagnino, na Ufal

Renato Dagnino, na Ufal

A Fapeal está comemorando seus 25 anos junto à comunidade acadêmica alagoana com a promoção de um ciclo de palestras voltadas à Ciência, Tecnologia e Inovação, ministradas por autoridades nacionais no tema e ofertadas a instituições acadêmicas públicas e privadas no estado.

Nas últimas quarta (07) e quinta (08), aproximadamente 265 universitários, entre professores e alunos de cursos de pós-graduação e graduação, tiveram a oportunidade de discutir sobre o papel da C,T&I no desenvolvimento regional, na Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e no Centro Universitário Cesmac, respectivamente.

A próxima etapa do ciclo ocorre nesta terça (13), no Centro Universitário Tiradentes (Unit), no auditório 1 do Bloco C. O tema ‘A situação da pós-graduação no Nordeste’ será debatido com os professores José Fernandes de Lima, membro do Conselho Nacional de Educação, e Emídio Cantídio, da Coordenação de Desenvolvimento do Pessoal de Nível Superior (Capes). Os dois órgãos são ligados ao Ministério da Educação.

“Fazemos isso com o intuito de fomentar, não só do ponto de vista financeiro, mas também do ponto de vista da discussão. Queremos que a Fapeal contribua também para a reflexão sobre pesquisa e desenvolvimento dentro das instituições que produzem isso em Alagoas”, explicou o diretor-presidente da instituição, Fábio Guedes.

Debate na Ufal

fábioguedes_ufal (800x533)

Auditório Vera Rocha, na Ufal

A estreia das palestras trouxe o professor PhD em economia e coordenador do curso do programa de gestão estratégica pública da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Renato Dagnino, que falou para cerca de 105 espectadores, docentes e discentes, a maioria ligados a programas de pós-graduação.

“A palestra foi bastante provocadora e veio em um bom momento. Eu estava comentando com alguns colegas que fazia tempo que não havia uma ocasião assim na Ufal”, observou a professora do Departamento de Comunicação Social, Sandra Nunes.

O aluno de doutorado em engenharia de materiais, Ramiro Batinga, disse que achou a iniciativa “muito importante, porque foram colocadas neste debate as verdades que a gente enfrenta em nossa universidade. Há uma cobrança contínua para publicar, além das matérias a cumprir. E a gente fica voltado a esse modelo. Quase nunca, como foi dito aqui, a gente para observar essa parte de colaborar com a sociedade”.

Contextualização no Cesmac

Um público ainda maior conferiu a mesma palestra no Centro Universitário da Fundação Jayme de Altavila. Foram 160 presentes, entre professores e estudantes de graduação e pós-graduação.

A acadêmica do 6º período de Direito, Waleska Cavalcanti, aprovou a oportunidade: “A palestra trouxe uma visão maior a respeito do tema, proporcionando que o aluno vivencie mais essa realidade. Espero que venham mais palestras”, afirmou.

Para o docente do curso de Ciências Biológicas, Maurício Lima, “o evento foi muito bom, porque demonstrou o quanto nós podemos melhorar em nível de ciência, como pesquisadores, inclusive incentivando nossos alunos a fazer uma pesquisa mais baseada no que Alagoas oferece e necessita”.

História e Comemoração

Douglas Apratto

Douglas Apratto, no auditório do curso de Direito, no Cesmac

O vice-reitor do Cesmac, Douglas Apratto, declarou que, do ponto de vista da abordagem científica, a palestra foi a mais relevante da história da pós-graduação da faculdade.

“O professor Dagnino abordou, com fala objetiva e inteligência lúcida, uma questão que é tão fulcral: que tipo de ciência nós estamos produzindo? Que tipo de tecnologia nós queremos? Que tipo de inovação nós vamos fazer”, observou.

Apratto, historiador e um dos mais notórios colaboradores da Fapeal em toda sua existência, acrescentou, ainda, a importância de festejar os 25 anos da Fundação , que definiu como “um marco importantíssimo dentro da história da política científica de Alagoas”.

O Cesmac utilizou o momento para providenciar um bolo e cantar parabéns para a Fapeal. O clima de comemoração continua até o próximo domingo (11), com exposição gratuita, em um shopping no bairro de Cruz das Almas, e mais duas palestras acadêmicas, que terão data e local divulgados após o evento da Unit.

bolo.para.aFapeal.CESMAC (800x533)

Colaboradores do Cesmac, celebrando 25 anos de Fapeal

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *