Evento apoiado pela Fapeal discute desenvolvimento de tecnologias aplicadas à Saúde

Uncisal recebe profissionais de todo o Nordeste para debater o tema

A Universidade Estadual de Ciências Médicas de Alagoas (Uncisal) promoveu, nesta terça-feira, 15, o I Seminário “Desafios para uso das Tecnologias, Informação e Comunicação aplicadas à educação e saúde”. O simpósio foi viabilizado através do edital de auxílio à organização de eventos científicos da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal) e possui atividades voltadas a alunos e professores durante todo o dia.

No exercício de estruturar recursos educacionais para a área da saúde, o seminário foi fruto de uma parceria com o Instituo Federal da Bahia (IFBA). Juntas, as instituições delinearam projetos de pesquisa com embasamentos tecnológicos e informacionais. A ocasião serviu para reunir estes estudos e apontar resultados e dinâmicas, tanto para utilização acadêmica como na atuação profissional.

Na ocasião, os professores apresentaram fenômenos usuais onde há a necessidade da implementação de artifícios inovadores na realização de estudos. Estes mecanismos revelam outras formas de estender as linhas de pesquisa, rompendo as barreiras laboratoriais. Agrega-se, portanto conhecimento e ele é acessível, pois estes resultados são fornecidos aos alunos numa plataforma social e pública.

Com abordagens diferenciadas, o ensino está buscando formas de acompanhar o ritmo moderno, com táticas que aprimorem o grande crescimento multidisciplinar da área. Para tanto, a tecnologia é necessária. Ela não substituirá os elementos físicos fundamentais aos estudos da anatomia, por exemplo, porém pode auxiliar na transferência intelectual de informações.

“Na nossa área, ver a tecnologia e o que ela pode transformar dentro da visão do curso, somado ao conhecimento de campo, é fundamental para a nossa evolução”, declarou Lenilda Silva, aluna de Processos Gerenciais da Uncisal.

Planejar educação e saúde foi um dos caminhos seguidos nas pesquisas. As alternativas para migrar o conhecimento de forma prática foram alcançadas graças aos avanços tecnológicos do estudo desta estrutura. Como resultado destes trabalhos, foram desenvolvidos programas que atendessem às expectativas comunicacionais.

Um exemplo exitoso é o jogo para tablets e celulares elaborado pela professora e pesquisadora da Uncisal, Almira Alves. O Dentorama − disponível gratuitamente na Playstore − tem como personagem principal um dente ainda pequeno que deve aprender a correta higienização bucal. Com isso, os pontos são somados e os usuários assimilam jogando a didática prática.

“A importância dos estímulos às tecnologias no estudo da saúde não é só local, ela é nacional. Fazer pesquisa no nosso país e em Alagoas é um desafio. A Fapeal diante disso, tem se mostrado a cada ano como uma unidade de apoio, e o nosso grupo de pesquisa se lançou neste estudo. Temos hoje pesquisas na área de educação e saúde, e este é o momento em que nós apresentamos os resultados”, frisou Tereza Kelly Gomes, coordenadora do evento.

A programação do seminário se estenderá até às 18h, no auditório da Universidade. Ainda hoje, haverá a presença de profissionais convidados, que elaboram softwares e sistemas digitais no âmbito da saúde.

Mais informações estão disponíveis no portal do grupo: http://ticase.uncisal.edu.br/

You may also like...