Fapeal promove oficina para selecionados no Programa de Pesquisa para o SUS

Vinte propostas de pesquisa receberam instruções técnicas do comitê gestor do edital

juliana-khalili-6

Juliana Khalili – Coordenadora de Projetos Especiais e Inovação da Fapeal

Ao primar pela otimização de seus serviços, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) promoveu nesta terça (22) uma apresentação de instruções para a gestão de projetos do Programa de Pesquisa para o SUS (PPSUS).

O PPSUS explora linhas de estudo que visem temas a serem sanados no Sistema Único de Saúde, solucionando lacunas e canalizando os resultados para aplicação prática, através da Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau).

Neste ensejo, Fapeal e Sesau, que compõem o comitê gestor do edital, explicaram os pontos de prestação de contas e dos trâmites contratuais, além de relembrar cláusulas importantes do termo de outorga dos recursos.

“O comitê gestor está reunido nesta oficina para orientar os pesquisadores. Nós vamos esclarecer as dúvidas sobre a operacionalização e gestão técnica destes recursos”, frisou Juliana Khalili, assessora científica de Projetos Especiais e de Inovação da Fapeal.

A contadora Nadja Peixoto, representando o setor de prestação de contas da fundação explicou, similarmente, a melhor forma de administrar estes subsídios, porém atentando que cada projeto, apesar de distinto, deve manter uma relação de contas num mesmo formato.

O diretor de CT&I da Fapeal, João Vicente Lima, ressaltou que o momento contribuirá também para o Seminário Marco Zero do PPSUS. O evento ocorrerá nos dias 23 e 24 de novembro, colocando os estudiosos e seus projetos em pauta, para serem analisados por especialistas ad hoc e técnicos do Ministério da Saúde e da Sesau.

“Esta iniciativa auxiliará os pesquisadores não só na organização de seus orçamentos como na apresentação de suas propostas aos avaliadores dos projetos. Isso dinamiza a gestão”, cita o diretor.

Serão apresentadas nos próximos dois dias as 20 propostas aprovadas na chamada pública para o PPSUS, que receberão instruções de execução e aplicabilidade.

A partir de um parecer positivo, as pesquisas seguem seus planos de trabalho, propondo estudos efetivos para inovar o SUS alagoano.

nadja-peixoto

Nadja Peixoto (Fapeal)

tobias-barreto-sesau-2

Tobias Barreto (Sesau)

Recomendados para você...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *