Com novo perfil, Fapeal em Revista é lançada visando público do Ensino Médio

Publicação valoriza Ciência e Tecnologia em Alagoas e busca despertar vocações científicas entre os jovens

  Inspirar os mais jovens e ser o veículo de comunicação onde o pesquisador alagoano se reconhece é a missão da Fapeal em Revista. A publicação teve mais uma edição lançada nesta quarta-feira (28), nas versões digital e impressa, com tiragem de mil exemplares para distribuição gratuita. A versão digital está disponível em www.fapeal.br/imprensa/fapeal-em-revista/.A revista serve de vitrine para iniciativas de ciência, tecnologia e inovação em todo o estado, realizadas com recursos do Governo de Alagoas, através da Fapeal. Esta edição traz uma nova identidade visual, novo projeto gráfico e reposicionamento de conteúdo, com o objetivo de direcioná-la para estudantes do Ensino Médio, já que a principal rede de distribuição dos exemplares impressos é composta pelas Gerências Regionais de Educação (Gere) da rede pública estadual.

O intuito educativo mais claro se alia ao fato de que a Fapeal em Revista segue como um dos principais espaços de valorização e disseminação do trabalho de pesquisadores e inovadores alagoanos para um público além da academia, de forma mais lúdica do que as mídias tradicionais.

“Fizemos algumas reuniões para chegar a esse redirecionamento do perfil da revista e, em nome da equipe, posso dizer que estamos bem satisfeitos com o resultado final. Espero que os leitores também gostem bastante do que preparamos, pois a nossa intenção é divulgar cada vez mais os resultados dos investimentos em ciência, tecnologia e inovação no Estado, investimento esse que beneficia estudantes, docentes, e demais pesquisadores”, comenta Deriky Pereira, editor-chefe da Fapeal em Revista. “Adianto que já estamos a todo vapor com os preparativos para a próxima edição, que será exclusivamente sobre a 70ª Reunião Anual da SBPC realizada em julho aqui no estado”.

Conteúdo

A capa desta edição traz a história do jovem Leonardo Marinho, que após mais de 30 medalhas em olimpíadas de matemática, astronomia e foguetes ingressou na Ufal (Universidade Federal de Alagoas), em busca da carreira de pesquisador.

Na seção “Quem quer ser cientista?”, três jovens estudantes de Ciências Biológicas que fazem iniciação científica na Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), campus Arapiraca, contam como é a experiência de pesquisar a melhor alimentação para peixes altamente comerciais, sob a orientação da doutora em Ecologia e Recursos Naturais Kátia Bezerra.

Por fim, a Universidade Estadual de Ciências da Saúde (Uncisal) ganha destaque através da sólida carreira da doutora em farmácia Luciana Corá, que vem desenvolvendo métodos tecnológicos e inovadores para diagnósticos intestinais.

Para completar, a edição traz matérias sobre o Programa de Pós-Graduação em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação (Profnit), sobre a comunidade indígena sertaneja dos Kalankó e um jogo da memória destacável, alusivo ao calendário 2018 da Fapeal, com o tema “Patrimônio Laboratorial Alagoano”.

A publicação se encerra com o “Ponto de Vista” do economista e professor Cícero Péricles sobre a importância do apoio à pesquisa e desenvolvimento de políticas públicas no Estado.

Recomendados para você...