Fapeal recebe pesquisadores contemplados com viagens científicas

Fundação defende colaboração mais próxima com a comunidade acadêmica

“Graças as parcerias com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e ao apoio do Governo do Estado, temos condições de apoiar estas instituições neste momento crítico, mas sem deixar de garantir um olhar diferenciado para as necessidades da nossas universidades estaduais” ----Fábio Guedes, presidente da Fapeal

foto: Tárcila Cabral

 

Na manhã de hoje, o presidente e o diretor científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) receberam seis pesquisadores contemplados nas edições de julho e de agosto do Edital de Apoio à Participação em Reunião Científica.

Os beneficiados receberam explicações técnicas sobre o funcionamento dos processos na Fundação e os trâmites de prestação de contas, repassadas por representantes da Unidade Gestora de Ciência e Tecnologia (UGCT) e do setor contábil da Fapeal.

Eles também tiveram a oportunidade de conversar a respeito da atuação da Fapeal e do Governo do Estado no Sistema de C,T&I em Alagoas.

Os gestores ainda aproveitaram a oportunidade para ouvir os acadêmicos da Ufal e do Ifal a respeito das realidades vivenciadas em suas instituições e para responder os questionamentos dos mesmos.

Em contrapartida, ofereceram uma explanação geral da perspectivas atuais da Fundação. “Estamos tentando tornar a Fapeal mais meritocrática e quebrar os ciclos de precariedade, para avançar”, declarou o diretor-presidente, Fábio Guedes.

Outra fato considerado na reunião foram os cortes orçamentários das agências federais para a pesquisa, como a Capes e o CNPq. Por causa disso, a tendência é que as instituições de ensino e pesquisa públicas e privadas de Alagoas tendam a se voltar ainda mais para as ações que são executadas pela Fapeal, no sentido de formar pesquisadores e recursos humanos especializados, uma vez que o órgão, embora tenha sofrido cortes nos dois primeiros meses do ano, logo teve seu duodécimo recomposto.

“Graças às parcerias com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e ao apoio do Governo do Estado, temos condições de apoiar essas instituições nesse momento crítico, mas sem deixar de garantir um olhar diferenciado para as necessidades da nossas universidades estaduais”, concluiu Guedes.

Recomendados para você...

1 resposta

  1. 4 de novembro de 2015

    […] diálogo mais próximo ao pesquisador. Esta é a tônica atualmente adotada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) na metodologia de implantação e processamento de seus editais e programas. Nesta […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *