Governo de Alagoas e Fapeal promovem cerimônia para anúncio de nove editais

Cerca de 200 convidados participaram do evento que reuniu gestores públicos, pesquisadores e comunidade científica, para conhecer as novas chamadas

 

Otimizar recursos, aliando a condução de crescimento intelectual e técnico à ciência, tecnologia e inovação é a missão da Fundação de Amparo à Pesquisa no Governo de Alagoas. No ano 2015, muito primou-se em organizar potencializar o trabalho desenvolvido pela Fapeal que, com o apoio da Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti), sistematizaram a captação de recursos, compilando esforços.

Esta proposta de atuação segue-se em 2016, com o lançamento de uma leva de editais voltados aos âmbitos científico, tecnológico e inovador, prospectando oito milhões em financiamento. Ao todo, foram anunciadas, nestas duas chamadas, que estarão abertas ao público partir desta quarta-feira (25), somadas ao anúncio de mais sete, a serem publicadas ainda este semestre.

Serão ofertados aos pesquisadores subsídios para auxílio, estruturação e patrimônio de pesquisa, em modalidades de publicação em periódicos, manutenção de equipamentos, participação e organização de eventos e pesquisas de prioridades para Sistema Único de Saúde (SUS), explorando mais contextos de incentivo.

Estiveram presentes no evento o governador de Estado, Renan Filho, o secretário da pasta de Ciência, Tecnologia e Inovação, Pablo Viana, o presidente da Fapeal, Fábio Guedes, além da comunidade acadêmica.

“Nesse momento em que nós encontramos um recuo no financiamento às áreas de pesquisa, Alagoas vai contra essa maré, e permite que os pesquisadores alagoanos não sofram tanto as consequências”, explica Fábio Guedes, diretor-presidente da Fapeal.

Ele afirma ainda que, por meio dos recursos investidos, há a oportunidade de aproveitá-los também na geração de empregos, renda e receitas para o Estado, uma vez que, as chamadas fomentam indiretamente o setor de turismo e serviços, o que reverbera a partir da fixação de pesquisadores em Alagoas e da atração de eventos técnico-científicos de porte internacional e nacional. “Nós da Fapeal, estimamos que a previsão para este ano é atrair cerca de 40 mil pesquisadores a Alagoas”, complementa Guedes.

Na ocasião, foram disponibilizados os termos de outorga de uma iniciativa já operacionalizada pela fundação, o Programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional (PDCR).

O edital aprovou 20 propostas em categorias de Regionalização e Interiorização, que voltavam-se a implementar a fixação de doutores na capital e no interior de Alagoas, objetivando o aprimoramento da pesquisa e a construção de grupos de estudo.

“Eu vim a Alagoas exclusivamente para este projeto, que é uma oportunidade ímpar e estratégica para promover a ciência, porque colabora com a vinda de mentes especializadas. O edital vem desempenhar este protagonismo no cenário nacional e no Nordeste, e esta é uma decisão prioritária para o avanço regional”, alega Marcone Isidório, doutor em física e bolsista PDCR.

O recém-doutor realizava estágio de pós-doutoramento, na Universidade Federal Fluminense (UFF), implantando a sua pesquisa de transporte quântico em nano estruturas, quando aproporiou-se da oportunidade, oferecida por uma Alagoas melhor.

A cerimônia pontuou ações já implantadas e ilustrou o planejamento futuro. “Compreendemos que, ciência e tecnologia são as ferramentas a serem utilizadas que podem apoiar as empresas a serem mais eficientes, auxiliar as universidades em demanda qualificada, contribuindo também para que, servidores sejam mais eficazes nas políticas públicas”, explicou Pablo Viana, secretário de CT&I.

Segundo o secretário, o ramo de atividades que serão desenvolvidas com este aporte, precisará ser o mais abrangente possível, não apenas no setor tecnológico, mas permitindo auxílio em ciências sociais e da saúde.

 

marcio_ferreira_20160524_1596525833

Pablo Viana, pesquisador PDCR, Renan Filho, Fábio Guedes e Valéria Correia       

marcio_ferreira_20160524_1737133812

Fotos: Márcio ferreira / Agência Alagoas

Recomendados para você...

1 resposta

  1. 30 de maio de 2016

    […] O fato de presenciar um evento concorrido, é uma demonstração do prestígio que a Fundação Esta… […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *