Fapeal e Uneal avaliam resultados do apoio à pesquisa no interior de AL

Oito projetos da Uneal foram avaliados na quinta-feira (7), e apresentaram temas relacionados à Sociologia, Ciências Biológicas e da Saúde

Cristiano Cezar e João Vicente Lima

O itinerário de avaliações dos editais da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) segue analisando os resultados dos apoios concedidos na atual gestão. Desta vez, o momento abrangeu os projetos aportados na Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), beneficiados em 2016 com uma chamada voltada especificamente para fortalecer os grupos de pesquisa na instituição. Nas apresentações dessa quinta-feira (7), os estudos vistos pelos avaliadores demonstraram um interlocução direta entre as diversas áreas científicas.

Os oito trabalhos executados aplicaram-se em temáticas sociológicas de formação social, acerca da cultura dos quilombos, desenvolvimento territorial e identidade de jovens, assim como nas ciências biológicas e da saúde, analisando a produção de alimentação para peixes a partir da mandioca, a influência dos inseticidas no cultivo agrícola, a atividade antioxidante de plantas e a distinção taxonômica de espécies vegetais. Esta diversidade comprova a efetividade de incentivos financeiros para e atividade de CT&I e, revela o potencial acadêmico interiorano.

Davyson Cavalcanti

“Este apoio é relevante porque o interior do estado sempre foi deficitário em relação a incentivos de pesquisa e a própria interiorização do ensino superior que é bastante recente. Estes doutores que estão vindo atuar nestes centros têm a necessidade de continuar a produzir suas análises com o fomento de estudos e bolsas para tornar a região um polo de desenvolvimento científico e tecnológico”, frisa Davyson Cavalcanti, beneficiado no edital.

Estiveram presentes o Diretor Executivo de Ciência e Tecnologia e o Assessor Científico de Pesquisas e Tecnologias da Fapeal, João Vicente Lima e Victor Hortencio respectivamente. A finalidade foi de verificar o andamento dos projetos iniciados, através de apresentações dinâmicas com esboços práticos de dados e registros dos resultados de pesquisa.

Para o diretor executivo da Fapeal a universidade está passando por mudanças, nos últimos três anos novas iniciativas que foram criadas pela Fundação e a própria Uneal que, abriu oportunidades para os pesquisadores. “Estes estímulos direcionam a universidade para os trilhos da pesquisa, ampliando o olhar para os programas de pós-graduação que podem ser criados no futuro”, explica o doutor em Sociologia.

O seminário evidenciou a evolução dos estudos e resultados, mostrando similarmente as dificuldades apresentadas. Os coordenadores apresentaram os objetivos gerais e específicos, além da metodologia empregada e infraestrutura necessária. No entanto, o mais relevante era relacionar estes índices com a importância de cunho social da pesquisa no desenvolvimento alagoano, pensando também na qualificação dos cursos com a produção de artigos.

Vale ressaltar que a chamada foi disponibilizada num ensejo de transformação para a Uneal, demonstrando o compromisso que a Fapeal mantém apoiando o estabelecimento acadêmico com bolsas de doutorado interinstitucional (Dinter) e de iniciação científica.

A Fundação vai dar prosseguimento ao calendário de seminários de avaliação, cobrindo os demais editais lançados.

Recomendados para você...