Congresso Acadêmico da Uneal tem apoio da Fapeal

Conepe oferece programação científica e cultural até quinta-feira, 3

auditório_uneal

Mesa de abertura do I Conepe

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapeal) concedeu apoio à realização ao 1º Congresso Acadêmico de Ensino Pesquisa e Extensão da Uneal (Conepe). Aberto na noite dessa segunda-feira, 30, o evento segue até quinta-feira, 3, dando ênfase à integração das atividades acadêmicas e trazendo visibilidade à produção científica e cultural da Universidade Estadual e de outras instituições de ensino superior.

Atraindo pesquisadores do interior, da capital e de outros estados, o Conepe teve 350 participantes inscritos para uma programação de três dias, composta por 15 minicursos, 12 oficinas e oito simpósios, incorporando, aproximadamente, 40 artigos científicos a serem publicados.

Além da concessão de recursos por meio do edital de auxílio à organização de eventos científicos, a Fapeal contribuiu com a palestra de abertura do Conepe, que foi proferida pelo diretor-presidente da Fundação, Fábio Guedes.

Durante esta fala, além de serem apresentados ao Sistema Nacional de Pós-Graduação, que forma mestres e doutores, os alunos da Uneal receberam informações sobre eventos acadêmicos próximos e sobre os programas da Fapeal para ciência e inovação.

palestra-fabioguedes

Fábio Guedes Gomes

“É papel da Fapeal é incentivar a pesquisa no interior e pôr Alagoas no mapa dos eventos científicos nacionais”, destacou Guedes.

A apresentação também contextualizou os desafios para a Universidade Estadual no universo da produção acadêmica alagoana, nordestina e brasileira, além de abordar as novas perspectivas abertas pela interiorização da educação superior no estado e no país.

“A nossa vocação é trazer o ensino superior e a produção de conhecimento para o interior, onde estão as carências culturais”, explicou o Reitor da Uneal, Jairo Campos.

Ambos os professores incentivaram os estudantes presentes a investirem, cada vez mais, na qualidade de sua produção acadêmica. O aluno do 2º período do curso de Geografia, Pedro Henrique Nunes, definiu o evento como um bom incentivo e disse que já tem planos de ingressar no mundo da pesquisa, contando com uma das 80 bolsas concedidas pela Fapeal ao Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) da Uneal,

“Pretendo estudar a História do Pensamento Geográfico em Alagoas”, adiantou o estudante.

Política de Educação

A Fapeal dobrou o número de bolsas de iniciação científica concedidas para a Uneal, em termo de cooperação firmado entre as duas instituições, em outubro.

Aceitando inscrições até o dia 10, a Universidade irá selecionar estudantes de graduação dos seis campis para participar de projetos de pesquisa, coordenados por docentes mestres ou doutores, englobando três bacharelados e oito licenciaturas. As bolsas serão no valor de R$ 400,00, com vigência entre fevereiro de 2016 e janeiro de 2017.

Para o vice-reitor da Uneal, Clébio Correia, o Governo de Alagoas, por meio da Fapeal, está concretizando políticas públicas para as Universidades Estaduais.

“Agora temos projetos e programas com orçamento definido, cronograma e metas”, salientou Clébio.

clébio_araújo

Clébio Araújo, vice-reitor da Uneal

 

 

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *