Fapeal apoia Semana Nacional de Ciência e Tecnologia na rede municipal de ensino

Alunos do 5º ao 9º do ensino fundamental da Escola Municipal Jaime Miranda participaram de programação nesta sexta

IMG_4263 (800x533)

Alunos da Escola Municipal Jaime Miranda

As aulas previstas para a manhã desta sexta (23) na Escola Municipal Jaime Miranda foram bem diferentes das habituais. Tudo isso porque estavam sendo propostas uma série de atividades em comemoração à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que está sendo celebrada por diversas instituições voltadas à pesquisa, inovação e fomento destes campos.

A programação viabilizada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) inicia-se na rede municipal de ensino, estendendo-se até novembro, com uma “Caravana Itinerante da Ciência e Tecnologia em Alagoas”. A ação terá no seu percurso diversas cidades e escolas do interior do estado, com a finalidade de aproximar o universo da ciência aos que não estão inseridos nesse contexto.

As intervenções executadas durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia fazem parte do projeto submetido à Fapeal através do sexto edital lançado no ano de 2015, voltado à organização de eventos técnico-científicos em âmbito estadual, que apoiou 20 ocasiões em todo o estado.

A “Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Alagoas” foi uma delas. A professora Lenilda Austrilino coordena o projeto em conjunto com o grupo ComuniCT, que realiza anualmente as comemorações desde 2006.

Neste ano, o evento reuniu alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental, com turmas dos 12 aos 16 anos de idade, e ainda envolverá mais participantes no segmento do itinerário.

A programação previa oficinas dinâmicas de interação imersiva com experiências didáticas e metodológicas, objetivando inserir o conhecimento na vida prática, trazendo veracidade ao conteúdo exposto em sala de aula.

 

Colorindo a Ciência

IMG_4275 (800x533)

Aparato lúdico para o ensino de Física

 

“Os desafios lúdicos servem para fornecer uma linguagem mais significativa. O aluno se posiciona com um pensamento lógico e, movimentando isso, ele realiza um esquema mental, necessitando da sua percepção visual e vai aprendendo mais e também fazendo conexões com a matemática”, explicou Margarida Lira, professora de matemática.

“Nós trazemos este conhecimento para que os estudantes tenham contato e saibam que a ciência que é realizada é importante para as suas vidas. Queremos sensibilizar estes alunos para que alguns sigam a carreira científica e outros possam enxergar a importância de estar na escola e educarem-se mais, se entusiasmando para concluir os seus cursos”, apontou Lenilda Austrilino, coordenadora do evento.

A ocasião possibilitou aos estudantes oficinas interativas de biologia, matemática, física e química, além de momentos instrutivos no planetário e conhecimentos acerca de primeiros socorros.

O Ministério de Ciência e Tecnologia, através do CNPq, possibilitou as atividades executadas em parceria com a Fapeal, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e o grupo ComuniCT, formado por pessoas voluntárias que dedicam seu tempo ao trabalho de ações de divulgação da ciência e tecnologia de forma intensiva.

“De toda a programação, eu gostei mais do planetário, porque pude aprender sobre os planetas e o sistema solar. As oficinas foram muito boas para ajudar na hora de estudar, de prestar mais atenção aos assuntos e compreender mais o que é passado em aula”, disse Tiffanny Louize, aluna da escola Jaime Miranda.

 

Missão

O Governo de Alagoas, através da Fapeal e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, está trabalhando para despertar o interesse em pesquisa desde os níveis médio e fundamental da educação. Exemplos de ações em curso são o Programa de Bolsas de Iniciação Científica Júnior (Pibic Jr.), para o Ensino Médio e a distribuição da Fapeal em Revista nas escolas da rede pública estadual.

IMG_4329 (800x533)

O Tangram aplica noções de Matemática e Geometria

You may also like...

2 respostas

  1. 25 de abril de 2016

    […] atividades começaram em outubro do ano passado, durante a Semana Nacional de Ciência, Tecnologia, alcançando alunos da rede municipal de ensino, do 5º ao 9º ano, em turmas dos 12 aos 16 […]

  2. 5 de maio de 2016

    […] atividades começaram em outubro do ano passado, durante a Semana Nacional de Ciência, Tecnologia, alcançando alunos da rede municipal de ensino, do 5º ao 9º ano, em turmas dos 12 aos 16 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *