Fapeal recebe 64 inscrições em edital para fixação de doutores no estado

Dos 65 projetos inscritos,  40 são de pesquisadores doutores de fora de Alagoas desejando vir para o estado, e 25 direcionados exclusivamente para o interior

 

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) publicou, nesta terça-feira (27), a listagem completa dos homologados referentes ao edital do Programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional (PDCR). O resultado surpreendeu porque foram apresentados 64 propostas de pesquisadores que desejam fixarem-se em Alagoas para contribuir com o sistema estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Os projetos submetidos objetivam fortalecer a produção da pesquisa realizada em Alagoas. Na fase atual, os temas estão em análise e serão verificados por especialistas ad hoc, avaliadores externos à instituição, que irão avaliar e fornecer parecer final acerca dos projetos. Os 20 temas selecionados receberão bolsas para desenvolver seus trabalhos, durante 36 meses, e auxílio à pesquisa. O resultado preliminar deverá ser divulgado em 30 de novembro.

“O edital é importante em razão da necessidade de aumentarmos os quadros de alta qualificação que contribuam com as pesquisas e que possam melhorar as condições de vida e aprimorar o sistema produtivo do estado. É meta da Fapeal e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação atrair o máximo possível de pesquisadores para Alagoas com o intuito de contribuir com a qualidade da nossa pós-graduação”, frisou o diretor-presidente da Fapeal, Fábio Guedes.

Esta chamada, em específico, viabilizada através de fomento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), tem o interesse de atrair pesquisadores doutores para Alagoas, alinhando o conteúdo das pesquisas produzidas de acordo com o nível de exigência nacional e necessidades locais. As bolsas serão concedidas em duas categorias especiais, a de Regionalização e de Interiorização, direcionadas aos campi da capital e interior.

O programa traz algumas mudanças nesta edição, pois possibilita que doutores sem restrição por tempo de experiência possam contribuir, otimizando estudos. O alto índice de adesão ao edital é também consequência de um trabalho efetivo em conjunto com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação e com o apoio do Governo do Estado.

A finalidade do PDCR é facilitar a vinda desses pesquisadores e ampliar a produção de conhecimento voltado ao desenvolvimento de Alagoas.

You may also like...

1 resposta

  1. 13 de fevereiro de 2016

    […] Um deles é o professor Reginaldo Souza Santos, pós-doutor em economia e administração pela Universidade Técnica de Lisboa, atualmente ligado à Universidade Federal da Bahia. Ele foi selecionado com um projeto de pesquisa voltado à cidade de Arapiraca e explica sua motivação: […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *